Fevereiro de 2018


Residência Artística - Luiz Laranjeiras

O primeiro passo que foi dado no projeto, relacionado à etapa de pesquisa sobre a cultura caiçara, ocorreu através da residência artística de Luiz Laranjeiras. Ele esteve por uma semana em Ilhabela, atuando em outro projeto (Território das Artes) com o grupo de contadores de história do Pés no Chão. Laranjeiras é doutor em Artes Cênicas pela ECA-USP, diretor teatral, e professor de Artes Cênicas da Universidade de Brasília. A proposta de sua residência foi justamente dar início a construção de um trabalho de artes cênicas.

 


Desenhos de Luiz Laranjeiras

O grupo de contadores de história sugeriu então que a temática dessa montagem remetesse ao universo caiçara, e que seu formato se adequasse a um espetáculo itinerante. Depois de disponibilizar um farto material de livros e CD's ligados ao universo caiçara para Laranjeiras, todos combinaram que no decorrer da semana fosse elaborado pelo grupo um esboço de roteiro, uma trilha musical que será tocada e cantada ao vivo, além de cenários e figurinos, que foram desenhados pelo diretor teatral. 

 


Tribuzana, no linguajar caiçara, uma forte ventania - Desenho de Luiz Laranjeiras

 

Os contadores manifestaram o desejo de ter um "Heroi Canoeiro", que conduziria a história. Ele iria percorrer uma jornada, a Jornada do Heroi, um caminho no mar, onde enfrentaria situações desafiadoras, que precisarão ser vencidas para concretizar a sua missão. 

Foram também ensaiadas algumas músicas que deverão ser utilizadas na peça.

O Projeto Memórias Reveladas é um patrocínio da Petrobras e do Governo Federal

 

 

 

h