.


.


 

.

.


.



..

.

2018 -     Fev    Mar    Abr    Mai    Jun    Jul    Ago    Set    Out    Nov    Dez   
2019 -     Jan    Fev    Mar    Abr    Mai    Jun    Jul   

Julho

Mês das férias escolares. As Jornadas precisam aguardar, mas há muitas outras coisas a serem feitas, e este é o melhor momento para trabalhar nas pesquisas.

Antes da visita às comunidades tradicionais de Búzios e Vitória em junho para a realização das Jornadas, a equipe do projeto foi apresentada a um material precioso, tanto do ponto de vista histórico quanto literário. O texto está inserido numa publicação do Conselho Nacional de Geografia, com data de 1944, e busca resgatar e dar publicidade ao relatório inédito denominado "Ilha dos Busios", escrito por Euclides da Cunha, em junho de 1902, após sua visita às ilhas de Búzios e Vitória, ao lado do amigo poeta Vicente de Carvalho.

Essa viagem tinha como objetivo investigar a possibilidade de instalação de uma colônia penal naquelas terras. Em poucos dias Euclides percorreu as Ilhas, fazendo um levantamento de dados que respaldasse a decisão sobre a viabilidade ou não da construção prisional em uma das ilhas.

Jornada Buzios

Euclides da Cunha


Muito interessante também foi chegar ao texto de Vicente Carvalho, mencionado na primeira página da publicação acima. Ele dá uma dimensão mais humana dos acontecimentos, e como foi assustadora a experiência de viver uma tempestade na região. Todos estes conteúdos foram publicados em nosso Banco de Dados. Essa iniciativa teve outros desdobramentos, como o acesso às Atas das Sessões da Câmara Municipal de Vila Bela da Princesa desde 1878. O material está sendo analisado.

Jornada Buzios

Vicente de Carvalho


Assim que a equipe retornou da Ilha da Vitória, teve início o trabalho das Árvores Genealógicas das famílias de lá. É uma tarefa muito minuciosa, e construída passo a passo, inclusive com alterações no decorrer do processo. Dona Dita foi responsável pela quase totalidade das informações. Assim que estiverem prontas serão publicadas no Banco de Dados.

Jornada Buzios



No final de julho a equipe retornou à Praia da Serraria para fazer o registro em vídeo do Levantamento do Mastro e início da Novena do Nosso Senhor Bom Jesus.

A imagem do Senhor Bom Jesus de Iguape, em Ilhabela, guarda uma lenda sobre sua origem. Conta-se que um navio ao deixar Portugal em direção ao Brasil foi abordado por holandeses. Com receio de ter seus objetos profanados, a tripulação lançou todos eles ao mar, inclusive a imagem de Bom Jesus.


Mastro e Novena


Meses depois, um grupo de pescadores avistou algo estranho no mar. Ao se aproximarem, perceberam que se tratava da imagem de Bom Jesus de Iguape, que foi por eles resgatada e levada para a Praia da Serraria pela família de José Leopoldino dos Santos, conhecido por todo o arquipélago como Juca da Serraria.

A professora Piéra, que lecionava na comunidade para o Fundamental II e para o Ensino Médio, apresentou o link da Árvore da Praia da Serraria (que publicamos em nosso Banco de Dados) para o aluno Cauê de Jesus Santos. Isso despertou o interesse do jovem pelo assunto. Ele fez várias complementações ao trabalho que apresentamos, e elas serão muito importantes para a atualização do material.

Na última semana do mês, foram feitas reuniões com a direção da Escola Mércia do Nascimento Dias para a montagem do grupo de alunos que participará da Jornada da Cultura Caiçara a partir do início de agosto. As oficinas acontecerão no Pés no Chão.







O Projeto Memórias Reveladas tem o patrocínio de Petrobrás por meio do Programa Petrobras Socioambiental







 

 

h